Peadenha: Palavras Doces

by

Estava o casal no ápice do ato sexual, quando carinhosamente a mulher sorri e diz:
– Amor, você não quer que eu acaricie seu viril membro com minhas suaves mãos? O homem responde:
– Não amor, jamais suas belas mãos poderiam tocar um membro tão impuro! Ela insiste:
– E se eu desse longos e apaixonados beijos neste seu membro rígido e imponente, inundando-o de prazer? Ele diz:
– Nunca sua linda boca de veludo poderia tocar está parte tão suja de meu corpo! Ela continua:
– E se eu colocasse essa dádiva divina entre meus seios fartos, e fizesse movimentos que lhe dariam prazer infinito? Ele diz:
– Não amor, a fonte que alimentará nossos lindos filhos não pode ser tocada por parte tão vulgar de meu copo! Irritada ela diz:

– Então faz  favor de tirar seu cacete do meu cú que tá ardendo pra caralho!!!!!!!!!!!!!

o loko meu…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: